Calculadora para conhecer o grau de fibrose utilizando o índice FIB-4 e o APRI

4203

Voltar

Métodos não invasivos para calcular o dano no fígado, seja fibrose ou cirrose, são utilizados e validados por muitos consensos e protocolos, substituindo na maioria dos casos a realização da biopsia, da elastografia ou do Fibroscan®.

Para realizar o cálculo é necessário ter os valores das transaminases AST e ALT (TGO e TGP), o número de plaquetas por mililitro (deve ser colocado sem virgula ou ponto, por exemplo 147000) e a idade do paciente.

Na calculadora encontrada em http://www.rccc.eu/calculadoras/Fib4.html os dois valores são calculados automaticamente.

IMPORTANTE:

Tendo feito uma elastografia, Fibroscan® ou biopsia sempre é importante comparar o resultado realizando o cálculo pelo FIB-4 e APRI. Existindo divergências o médico deverá fazer novos estudos.

Carlos Varaldo
www.hepato.com
hepato@hepato.com

IMPORTANTE: Os artigos se encontram em ordem cronológica. O avanço do conhecimento nas pesquisas pode tornar obsoleta qualquer colocação em poucos meses. Encontrando colocações diversas que possam ser consideradas controversas sempre considerar a informação mais atual, com data de publicação mais recente.

Carlos Varaldo e o Grupo Otimismo declaram não possuir conflitos de interesse com eventuais patrocinadores das diversas atividades.

Aviso legal: As informações deste texto são meramente informativas e não podem ser consideradas nem utilizadas como indicação medica.
É permitida a utilização das informações contidas nesta mensagem desde que citada a fonte:
WWW.HEPATO.COM

O Grupo Otimismo é afiliado da AIGA – ALIANÇA INDEPENDENTE DOS GRUPOS DE APOIO

Compartilhar