Como falar de obesidade sem discriminar

186

Voltar

O combate a obesidade não pode culpar as pessoas obesas pelo seu excesso de peso!

É comprovado que existe ligação entre obesidade e diversos tipos de câncer, entre os mais comuns relacionados estão o câncer de intestino, rim, ovário e fígado, esses canceres matam mais que o tabagismo, mas enquanto a propaganda no maço de cigarro mostra imagens terríveis, não seria conveniente mostrar imagens desse tipo para pessoas obesas, pois estaria criando estigma e discriminação.

Isso aconteceu com anúncios publicados pela “Cancer Research” da Inglaterra, na qual, tal qual imagens dos maços de cigarros mostravam as possíveis consequências nas pessoas obesas.

Acadêmicos e instituições da”University of Cambridge” e do “King’s College London” alertaram que esse tipo de anúncio poderia fazer as pessoas obesas se sentirem envergonhadas por causa do próprio peso.

Nas redes sociais a reclamação foi geral, muitos falando que não são gordos porque desejam, que existem fatores genéticos, hereditários, de tratamentos médicos, descompensações hormonais, distúrbio metabólico e outros fatores que levam a obesidade. Em geral todos opinaram que a campanha é apavorante e causadora de estigma.

Existe uma correlação entre a obesidade e o câncer, mas não há evidencias que todas as pessoas obesas desenvolverão câncer.

Em relação à comparação com o tabagismo, uma pesquisadora explicou que realmente os canceres relacionados a obesidade matam mais pessoas, “mas fumar é um ato voluntario, simplesmente não é a mesma coisa que comer, algo que você precisa fazer para sobreviver. A campanha basicamente diz que se você está gordo você vai ter câncer e a culpa vai ser sua, o que é cruel e vexatório”

Especialistas dizem que a obesidade precisa ser combatida em todas as frentes. Não é apenas um fator de risco de câncer, mas também de diabetes, doença coronariana e acidente vascular cerebral.

MEU COMENTÁRIO

Os que trabalhamos com hepatites e HIV/Aids conhecemos muito bem os problemas que causam o estigma e a discriminação. Levou anos para encontrar mensagens que falassem do problema, mas que não culpassem os infectados. O combate a obesidade deverá encontrar o melhor caminho para realizar campanhas sem culpar as pessoas obesas pelo seu excesso de peso.

Carlos Varaldo
www.hepato.com
hepato@hepato.com

IMPORTANTE: Os artigos se encontram em ordem cronológica. O avanço do conhecimento nas pesquisas pode tornar obsoleta qualquer colocação em poucos meses. Encontrando colocações diversas que possam ser consideradas controversas sempre considerar a informação mais atual, com data de publicação mais recente.

Carlos Varaldo e o Grupo Otimismo declaram não possuir conflitos de interesse com eventuais patrocinadores das diversas atividades.

Aviso legal: As informações deste texto são meramente informativas e não podem ser consideradas nem utilizadas como indicação médica.
É permitida a utilização das informações contidas nesta mensagem desde que citada a fonte:
WWW.HEPATO.COM

O Grupo Otimismo é afiliado da AIGA – ALIANÇA INDEPENDENTE DOS GRUPOS DE APOIO

Compartilhar