Sintomas durante e após o tratamento da hepatite C com os medicamentos orais

548

Voltar

Com o objetivo de conhecer os sintomas durante e após o tratamento da hepatite C com os medicamentos orais livres de interferon foi realizado o estudo PROP UP, um estudo observacional multicêntrico nos Estados Unidos incluindo 1.601 pacientes tratados entre 2016 e 2017.

Os pacientes foram avaliados clinicamente no início do estudo (antes do tratamento), no início do tratamento, no final do tratamento e 3 meses após o tratamento. As pontuações médias de mudança nos sintomas foram calculadas a partir da linha de base e um limiar de alteração minimamente importante, estabelecido quando maior que 5%.

Dos 1.564 pacientes incluídos no estudo, 47% tinham cirrose. Foram tratados com sofosbuvir / ledipasvir  63% dos pacientes, com sofosbuvir / velpatasvir foram tratados 21%, com grazoprevir / elbasvir foram tratados 11% e com paritaprevir / ombitasvir / ritonavir + dasabuvir tratados os restantes 5%.

Os 1.346 pacientes que foram curados da hepatite C experimentaram melhorias na fadiga, distúrbios do sono e no bem-estar funcional, inclusive com melhoras da dor e depressão. Os 64 que não resultaram curados experimentaram melhorias mínimas.

Concluem os autores que nas práticas clínicas do mundo real foram observadas experiências diversas nos pacientes durante e após o tratamento. As melhorias nos sintomas foram maiores em pacientes mais jovens, com problemas iniciais de saúde mental e múltiplas comorbidades.

 

Fonte: Patient-reported symptoms during and after direct-acting antiviral therapies for chronic hepatitis C: The PROP UP study – Souvik Sarkar, Jipcy Amador, Anna S. Lok, Richard K. Sterling, Paul W. Stewart, Bryce B. Reeve, Marina Serper, Nancy Reau, K. Rajender Reddy, Adrian M. Di Bisceglie, David R. Nelson, Carol E. Golin, Joseph K. Lim, Michael W. Fried -Pubmed  -https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/31096006

Carlos Varaldo
www.hepato.com
hepato@hepato.com

IMPORTANTE: Os artigos se encontram em ordem cronológica. O avanço do conhecimento nas pesquisas pode tornar obsoleta qualquer colocação em poucos meses. Encontrando colocações diversas que possam ser consideradas controversas sempre considerar a informação mais atual, com data de publicação mais recente.

Carlos Varaldo e o Grupo Otimismo declaram não possuir conflitos de interesse com eventuais patrocinadores das diversas atividades.

Aviso legal: As informações deste texto são meramente informativas e não podem ser consideradas nem utilizadas como indicação médica.
É permitida a utilização das informações contidas nesta mensagem desde que citada a fonte:
WWW.HEPATO.COM

O Grupo Otimismo é afiliado da AIGA – ALIANÇA INDEPENDENTE DOS GRUPOS DE APOIO

Compartilhar