Vacina terapêutica para hepatite B – Uma possível esperança para a cura!

1083

Voltar

A perda do marcador “HBsAg” conseguindo ao mesmo tempo o aparecimento positivo do “anti-HBs” é considerada a cura funcional, reconhecida como uma meta ideal de tratamento para os infectados com o vírus da hepatite B.

No entanto com os tratamentos atualmente disponíveis, sejam eles os nucleosídeos análogos, tenofovir e entecavir ou o tratamento com interferon a cura funcional é difícil de alcançar.

Também, os portadores assintomáticos da hepatite B, não é recomendado o tratamento conforme os consensos e protocolos de tratamento atuais, população essa que fica sem opções de tratamento. O ideal seria se dispor de tratamentos para todos, pois a infecção pela hepatite B oferece risco de desenvolvimento de câncer de fígado.

No AASLD 2019 foi apresentado um estudo realizado no Japão que teve como objetivo avaliar a eficácia de uma vacina terapêutica de nome “NASVAC” , isto é, uma vacina para tratamento daqueles já infectados. Vacina essa administrada de forma nasal, que contém dois dos antígenos da hepatite B.

No estudo foram tratados infectados divididos em dois grupos. Um deles incluía vinte e nove pacientes com hepatite B que se encontravam em tratamento com os nucleosídeos análogos, tenofovir ou entecavir. Um segundo grupo incluía quarenta e um portadores de hepatite B sem hepatite ativa (grupo assintomático), portanto, nunca tinham realizado qualquer tratamento.

O tratamento consiste na aplicação nasal por 10 vezes, uma vez a cada duas semanas, por um dispositivo especialmente projetado para a existência durável de “NASVAC” na mucosa nasal.

Nos vinte e nove pacientes com hepatite B que se encontravam em tratamento com os nucleosídeos análogos, tenofovir ou entecavir, após seis meses do final do tratamento com a vacina terapêutica 78,9% dos pacientes apresentaram redução de HBsAg, e a redução média de HBsAg foi de 19,9% e 38,5% dos pacientes apresentaram anti-HBs. Dois pacientes do grupo obtiveram a cura funcional.

No grupo que incluía quarenta e um portadores de hepatite B sem hepatite ativa (grupo assintomático), 85,2% dos pacientes apresentaram redução de HBsAg. A redução da carga viral (HBV-DNA) foi observada em 68,2% dos pacientes assintomáticos e três pacientes apresentaram negatividade sustentada doa carga viral (HBV-DNA). Dois pacientes do grupo assintomático obtiveram a cura funcional.

Concluem os autores da pesquisa que o tratamento com a vacina terapêutica “NASVAC” pode ser um novo tratamento para alcançar a cura funcional nos portadores de hepatite B.

MEU COMENTÁRIO

1 – ATENÇÃO: Por enquanto é uma pesquisa, a tal vacina terapêutica não se encontra a venda em nenhum país!

2 – Pode parecer muito pouco que entre 70 participantes da pesquisa somente quatro infectados resultaram curados, mas considerando que isso aconteceu em somente 20 semanas de tratamento desta fase inicial da pesquisa, considero que esta vacina terapêutica poderá, caso se confirmem os resultados ao tratar um número maior de pacientes, em uma provável terapia promissora entre as dezenas de pesquisas que estão sendo realizadas para se conseguir a cura da hepatite B.

Fonte: Induction of anti-hbs and reduction of hbsag by nasal administration of a therapeutic vaccine containing hbsag and hbcag (nasvac) in patients with chronic hbv infection. – Osamu Yoshida, et al. – AASLD 2019 – Abstract 88

Carlos Varaldo
www.hepato.com
hepato@hepato.com

IMPORTANTE: Os artigos se encontram em ordem cronológica. O avanço do conhecimento nas pesquisas pode tornar obsoleta qualquer colocação em poucos meses. Encontrando colocações diversas que possam ser consideradas controversas sempre considerar a informação mais atual, com data de publicação mais recente.

Carlos Varaldo e o Grupo Otimismo declaram não possuir conflitos de interesse com eventuais patrocinadores das diversas atividades.

Aviso legal: As informações deste texto são meramente informativas e não podem ser consideradas nem utilizadas como indicação médica.
Acesso livre: Este artigo é distribuído sob os termos da Licença Internacional Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial 4.0 ( 
http://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0/ ), que permite qualquer uso, distribuição e reprodução não comercial em qualquer meio, desde que você dê o crédito apropriado ao (s) autor (es) original (is) e cite à fonte WWW.HEPATO.COM  e indique se foram feitas alterações.

O Grupo Otimismo é afiliado da AIGA – ALIANÇA INDEPENDENTE DOS GRUPOS DE APOIO

Compartilhar