009_otimismo_port

Hepatite C - A bomba já está explodindo!

02/11/2012

O Grupo Otimismo utilizando a internet perguntou a seus associados qual o comprometimento do fígado por causa da hepatite C, solicitando que informassem se o dano hepático pelo grau de fibrose é moderado (F2), avançado (F3) ou cirrose (F4). A fibrose inexistente ou leve (F0 e F1) não foi considerada já que conforme o protocolo do SUS esses pacientes não são incluídos no tratamento.

Recebemos 560 respostas com os seguintes resultados:

- Com fibrose moderada (F2) um total de 237 pacientes, representando 42,32% do total;

- Com fibrose avançada (F3) um total de 148 pacientes, representando 26,43% do total;

- Com cirrose (F4) um total de 175 pacientes, representando 31,25% do total.

Uma simples analise dos dados mostra um quadro altamente preocupante em relação à possibilidade de sucesso com o tratamento utilizando interferon peguilado e ribavirina, sabido é que com maior dano hepático menor é a possibilidade de cura.

O levantamento mostra que mais da metade dos pacientes em acompanhamento no sistema de saúde, exatamente 57,68% dos pacientes, se encontram com fibrose avançada (F3) ou já com cirrose (F4).

É necessário discutir o porquê de se chegar a um quadro assim alarmante, mas é muito provável que isso seja resultado do diagnostico tardio dos infectados, os quais somente chegam aos ambulatórios já com a doença em estagio avançado.

Seria interessante que as sociedades de hepatologia e infectologia solicitassem a seus membros para realizar um levantamento semelhante para poder traçar um quadro de como estamos em cada região do Brasil. É fácil de realizar, pois os dados constam dos prontuários.

Se também fosse possível identificar pelos prontuários qual era a situação do total de pacientes acompanhados em anos anteriores, por exemplo, em 2006 ou 2007, teríamos como resultado poder conhecer com que velocidade está avançando a cada ano no agravamento dos pacientes e assim seria possível calcular o que acontecerá nos próximos anos, permitindo traçar estratégias na luta contra a epidemia de hepatite C.

Em 20/05/2002 fui entrevistado pela revista Newsweek (http://www.hepato.com/p_otimismo/008_otimismo_port.php ), quando alertei que estávamos sentados acima de uma bomba viral prestes a explodir. Passados 10 anos posso agora afirmar que a bomba viral já está explodindo.

Carlos Varaldo
www.hepato.com
hepato@hepato.com


IMPORTANTE: Os artigos se encontram em ordem cronológica. O avanço do conhecimento nas pesquisas pode tornar obsoleta qualquer colocação em poucos meses. Encontrando colocações diversas que possam ser consideradas controversas sempre considerar a informação mais atual, com data de publicação mais recente.
Carlos Varaldo e o Grupo Otimismo declaram não possuir conflitos de interesse com eventuais patrocinadores das diversas atividades.
Aviso legal: As informações deste texto são meramente informativas e não podem ser consideradas nem utilizadas como indicação medica.
É permitida a utilização das informações contidas nesta mensagem desde que citada a fonte: WWW.HEPATO.COM
O Grupo Otimismo é afiliado da AIGA - ALIANÇA INDEPENDENTE DOS GRUPOS DE APOIO