A ingestão moderada de café reduz o risco de câncer de fígado, cirrose e fibrose

628

Voltar

Durante uma mesa redonda, organizada pelo “Institute for Scientific Information on Coffee” em associação com o “British Liver Trust“, os especialistas discutiram as pesquisas mais recentes sobre café e doenças do fígado, que indicam que beber aproximadamente três a cinco xícaras por dia está associado a um risco reduzido de câncer de fígado, fibrose e cirrose, discutindo os dados disponíveis sobre o consumo de café e câncer de fígado.

“Eu estou na medicina faz 30 anos e o consumo de café não é um tópico que surgiu recentemente. Eu imagino que os pacientes sempre perguntarão: “O que eu posso fazer, para me ajudar?” E o conselho é sempre perder peso, não beber muito álcool e não fumar” diz o Dr. Graeme Alexander, consultor sênior do “British Liver Trust“, em entrevista a Healio.com/Hepatology. “Mas ser informado de algo positivo, e não negativo, é uma boa mensagem. Se as pessoas perguntam: “Devo tomar café?”, A resposta seria sim “.

Dados da Agência Internacional de Pesquisa sobre Câncer não mostraram correlação entre a ingestão de café e qualquer tipo de câncer, enquanto a agência sugeriu que o consumo de café pode reduzir o risco de certos tipos de câncer.

Além disso, os participantes discutiram os resultados de estudos da Finlândia, Japão, Europa e os Estados Unidos que mostravam associações inversas entre o consumo de café e a atividade da enzima hepática gama-glutamil transferase – GGT. Os membros da mesa redonda observaram que essas descobertas eram valiosas porque o efeito aparece em populações geneticamente diferentes.

Os dados da Itália e dos Estados Unidos mostraram correlação entre o consumo de café e um risco reduzido de 25% a 75% para cirrose. No estudo italiano, esta associação permaneceu para as duas hepatites, a hepatite B e a hepatite C.

Embora os mecanismos precisos permaneçam pouco claros, o Dr. Graeme Alexander sugeriu que qualquer um dos componentes encontrados no café, incluindo óleos do café, kahweol e cafestol e antioxidantes, pode explicar o efeito do consumo de café na saúde do fígado.

“Não parece ser a cafeína, parece ser outros conteúdos, que são encontrados em outras bebidas como [certos tipos de chá]”, disse o Dr. Graeme Alexander.

De interesse para os membros da mesa redonda, um estudo da Finlândia mostrou que a ingestão de café foi inversamente associada ao câncer de fígado, independentemente de ser café fervido ou filtrado.

Os membros da mesa redonda observaram que quando um conselho sobre atitudes na saúde é dado de paciente a paciente é frequentemente classificado como potencialmente mais propenso de ser aceito em comparação com um conselho dado por um profissional de saúde.

Eles também aconselham que a compreensão dos fatores de risco da doença hepática pode influenciar o interesse do paciente em mudanças de dieta e estilo de vida.

“Quando eu comecei a procurar como o café poderia estar trabalhando para melhorar a fibrose e o câncer de fígado, eu encontrei muitos dados … que mostravam que o café parecia parar ou reverter parcialmente os efeitos do envelhecimento, então comecei a me interessar mais” disse o Dr. Graeme Alexander. “Se o café tiver um efeito sobre o envelhecimento celular, isso seria fascinante, porque estamos desesperados para tentar encontrar drogas que inibam o processo ou que consigam reverter o processo de lesão hepática”.

MEU COMENTÁRIO

A cada dia aparecem novos estudos que mostram os benefícios do café sobre o fígado, ajudando na fibrose, na cirrose e até no câncer de fígado. Devemos lembrar que não deve se exagerar, ficando o consumo entre 3 e 5 xicaras ao dia e, também, que existem pessoas com intolerância ao café, principalmente entre os com cirrose.

Existe uma publicação do “Institute for Scientific Information on Coffee” chamada CAFÉ E SAUDE muito interessante, pena que ela está em Inglês. Pode ser acessada em https://www.coffeeandhealth.org/wp-content/uploads/2017/11/Expert-Report-Looking-after-the-liver.pdf

Este artigo foi redigido com comentários e interpretação pessoal de seu autor, tomando como base a seguinte fonte:
Sobre texto de Talitha Bennett da Healio.com/Hepatology.

Carlos Varaldo
www.hepato.com
hepato@hepato.com


IMPORTANTE: Os artigos se encontram em ordem cronológica. O avanço do conhecimento nas pesquisas pode tornar obsoleta qualquer colocação em poucos meses. Encontrando colocações diversas que possam ser consideradas controversas sempre considerar a informação mais atual, com data de publicação mais recente.


Carlos Varaldo e o Grupo Otimismo declaram não possuir conflitos de interesse com eventuais patrocinadores das diversas atividades.


Aviso legal: As informações deste texto são meramente informativas e não podem ser consideradas nem utilizadas como indicação medica.
É permitida a utilização das informações contidas nesta mensagem desde que citada a fonte: WWW.HEPATO.COM


O Grupo Otimismo é afiliado da AIGA – ALIANÇA INDEPENDENTE DOS GRUPOS DE APOIO

Compartilhar