Como foi 2017 nas hepatites

476

Voltar

21/12/2017

 

A realização pela Organização Mundial da Saúde e World Hepatitis Alliance do “World Hepatitis Summit 2017” – “Cúpula Mundial da Hepatite 2017” foi o fechamento de ouro do ano 2017.

 

Existe nas hepatites um antes e um depois de 2009, ano em que a Organização Mundial da Saúde S criou o Dia Mundial da Hepatites, foi esse o ponto fundamental que acordou o mundo para o grave problema que a epidemia das hepatites representava e foi visto o grande interesse que despertou o “World Hepatitis Summit 2017” com a presença de mais de 100 países e todos interessados, dentro das suas possibilidades, enfrentar de vez o controle e eliminação das hepatites.

 

Brasil está sendo considerado pela Organização Mundial da Saúde um dos nove países que realmente poderão cumprir as metas propostas de eliminação das hepatites. Mas analisando América Latina se observa que alguns países nem sequer possuem um programa de hepatites e entre os que já estabeleceram algum as iniciativas são ainda incipientes. Nem sequer países que podem tratar com medicamentos genéricos na sua maioria nada oferecem gratuitamente aos infectados. Nas américas como um todo somente Canada, Estados Unidos e Brasil estão enfrentando seriamente a epidemia.

 

Europa está mobilizada, países como Espanha, Francia e Portugal, entre outros, já trataram praticamente todos os diagnosticados, enfrentando agora o desafio de encontrar quem está infectado e ainda não sabe da sua condição. Outros países europeus ainda colocam dificuldades para tratar os já diagnosticados, mas estão avançando para o controle total.

 

O mundo agora tomou consciência que as hepatites são uma verdadeira epidemia, sendo necessário vacinar se possível toda a população para hepatite B e, criar programas com metas quantitativas em relação a diagnostico e tratamentos para hepatite C.

 

Pessoalmente penso que 2017 foi um bom ano no enfrentamento das hepatites e desejo a todos um Bom Natal e um excelente 2018.

 

Carlos Varaldo
www.hepato.com
hepato@hepato.com

 

IMPORTANTE: Os artigos se encontram em ordem cronológica. O avanço do conhecimento nas pesquisas pode tornar obsoleta qualquer colocação em poucos meses. Encontrando colocações diversas que possam ser consideradas controversas sempre considerar a informação mais atual, com data de publicação mais recente.

Carlos Varaldo e o Grupo Otimismo declaram não possuir conflitos de interesse com eventuais patrocinadores das diversas atividades.

Aviso legal: As informações deste texto são meramente informativas e não podem ser consideradas nem utilizadas como indicação medica.
É permitida a utilização das informações contidas nesta mensagem desde que citada a fonte: WWW.HEPATO.COM

O Grupo Otimismo é afiliado da AIGA – ALIANÇA INDEPENDENTE DOS GRUPOS DE APOIO

Compartilhar