Com o tratamento da hepatite C, melhora a fibrose, mas não a esteatose

339

Voltar

Estudo publicado em “PLOS ONE” estudou pacientes que tiveram sucesso com o tratamento da hepatite C utilizando os medicamentos de ação direta (orais livres de interferon) para ver se conseguem melhorar a fibrose e a esteatose.

Foram incluídos e tratados 213 pacientes, infectados com o genótipo 1, com fibrose avançada ou cirrose, todos avaliados pelo Fibroscan para conhecer a rigidez do fígado, o grau de fibrose e o grau de esteatose. Todos foram tratados com paritaprevir / ritonavir / ombitasvir mais dasabuvir. Após 12 semanas do final do tratamento, todos resultaram curados da hepatite C.

Relatam os pesquisadores na sua conclusão que, comprovado pela elastografia utilizando o Fibroscan, a rigidez do fígado e a fibrose obtiveram melhoras com o tratamento, mas o mesmo não foi constatado em relação a esteatose.

MEU COMENTÁRIOS

Explicando: A esteatose pelo Fibroscan é medida pelo parâmetro de atenuação controlada (CAP) com o qual pode quantificar com precisão a esteatose hepática, mas seu valor prognóstico ainda é desconhecido e necessita de novos estudos.

Os números resultantes do estudo são muitos e complicados, impossível de incluir neste resumo, os que tenham interesse no estudo o mesmo é encontrado em https://doi.org/10.1371/journal.pone.0214323

Fonte: The change in liver stiffness, controlled attenuation parameter and fibrosis-4 index for chronic hepatitis C patients with direct-acting antivirals – Yu-Chi Lee, Tsung-Hui Hu, Chao Hung Hung, Sheng-Nan Lu, Chien-Hung Chen, Jing-Houng Wang – PLOS ONE – https://doi.org/10.1371/journal.pone.0214323 April 2, 2019

Carlos Varaldo
www.hepato.com
hepato@hepato.com

IMPORTANTE: Os artigos se encontram em ordem cronológica. O avanço do conhecimento nas pesquisas pode tornar obsoleta qualquer colocação em poucos meses. Encontrando colocações diversas que possam ser consideradas controversas sempre considerar a informação mais atual, com data de publicação mais recente.

Carlos Varaldo e o Grupo Otimismo declaram não possuir conflitos de interesse com eventuais patrocinadores das diversas atividades.

Aviso legal: As informações deste texto são meramente informativas e não podem ser consideradas nem utilizadas como indicação médica.
É permitida a utilização das informações contidas nesta mensagem desde que citada a fonte:
WWW.HEPATO.COM

O Grupo Otimismo é afiliado da AIGA – ALIANÇA INDEPENDENTE DOS GRUPOS DE APOIO

Compartilhar