O ABCDE das hepatites

323

Voltar

A palavra “hepatite” significa “inflamação” do fígado. A hepatite pode ser causada por várias coisas, como lesões físicas, infecções bacterianas, interações medicamentosas adversas e vírus.

Aquelas transmitidas por vírus e, que podem ser transmitidas de pessoas a pessoa, são identificadas por uma letra, seguindo a ordem do abecedário a medida que são descobertas.

Atualmente, são identificados cinco vírus da hepatite ( A, B, C, D e E) que atacam especificamente o fígado e causam “hepatite viral” ou inflamação do fígado devido a um vírus.

Todos os vírus da hepatite causam uma infecção nova ou “aguda”. Mas apenas os vírus das hepatites B e C podem resultar em uma infecção “crônica” que aumenta o risco de uma pessoa desenvolver cirrose, insuficiência hepática ou câncer de fígado.

HEPATITE A (HAV – VHA)

– A hepatite A é transmitida através de alimentos e água contaminados.

– A recuperação de uma infecção aguda fornece proteção ao longo da vida contra uma nova infecção pela hepatite A.

– Não existe infecção crônica na hepatite A.

– Uma boa higiene pessoal e saneamento adequado podem ajudar a prevenir a hepatite A.

– Existe vacina para evitar a infecção com a hepatite A.

– A vacina contra a hepatite A é recomendada para pessoas infectadas com as hepatites B ou C.

– Não é necessário tratamento medicamentoso para uma infecção por hepatite A.

HEPATITE B (HBV – VHB)

– A hepatite B e transmitida através de sangue infectado, sexo desprotegido, agulhas não esterilizadas ou contaminadas e de uma mulher infectada para o recém-nascido durante o parto.

– Uma infecção pode ficar crônica em até 90% das crianças se a infecção acontecer nos primeiros meses de vida, até 50% das crianças pequenas e dos adolescentes podem ficar cronicamente infectadas caso se infectem nessa faixa de idade e, nos adultos, 90% deles conseguem eliminar o vírus após a infecção, permanecendo cronicamente infectado 10% deles.

– A hepatite B é a principal causa de câncer de fígado, que é a segunda maior causa de mortes por câncer em todo o mundo.

– Existe uma vacina para todos, sejam recém-nascidos, crianças e adultos.

– Existem tratamentos medicamentosos efetivos, mas ainda não existe cura para a hepatite B.

HEPATITE C (HCV – VHC)

– A hepatite C é transmitida através de sangue infectado, sexo desprotegido e agulhas contaminadas ou não esterilizadas.

– A infecção se torna crônica em 55 a 85% dos adultos infectados.

– A hepatite C é a principal causa de transplantes de fígado.

– Não existe vacina para evitar a hepatite C.

– A hepatite C tem cura em aproximadamente 95% até 98% dos infectados, com tratamento simples, de curta duração, praticamente sem efeitos colaterais, realizado com medicamentos de uso oral em período entre 8, 12 ou 24 semanas, conforme cada caso específico.

HEPATITE D ou DELTA (HDV)

– A hepatite D é transmitida através de sangue infectado, sexo desprotegido, agulhas não esterilizadas ou contaminadas e da mulher infectada para o recém-nascido.

– A infecção pela hepatite D só é possível se uma pessoa já estiver infectada com hepatite B ou, também, pode ser infectada pelos dois vírus ao mesmo tempo.

– Uma co-infecção por hepatite D com hepatite B resulta em dano hepático mais grave e rápido.

– A vacina contra hepatite B pode prevenir a infecção pela hepatite D.

HEPATITE E (HEV)

– A hepatite E é transmitida através de água contaminada, alimentos (principalmente carne de porco e mariscos) e produtos derivados de sangue.

– Não existe infecção crônica na hepatite E.

– Não existe vacina aprovada atualmente, embora a China tenha produzido e licenciado uma vacina.

– Não existe tratamento medicamentoso para a hepatite E.

Carlos Varaldo
www.hepato.com
hepato@hepato.com

IMPORTANTE: Os artigos se encontram em ordem cronológica. O avanço do conhecimento nas pesquisas pode tornar obsoleta qualquer colocação em poucos meses. Encontrando colocações diversas que possam ser consideradas controversas sempre considerar a informação mais atual, com data de publicação mais recente.

Carlos Varaldo e o Grupo Otimismo declaram não possuir conflitos de interesse com eventuais patrocinadores das diversas atividades.

Aviso legal: As informações deste texto são meramente informativas e não podem ser consideradas nem utilizadas como indicação médica.
É permitida a utilização das informações contidas nesta mensagem desde que citada a fonte:
WWW.HEPATO.COM

O Grupo Otimismo é afiliado da AIGA – ALIANÇA INDEPENDENTE DOS GRUPOS DE APOIO

Compartilhar